É importante exercer cautela caso esteja impressionado com o desempenho recorde do Bitcoin e tenha o desejo de investir toda, ou uma parte significativa, de suas finanças na criptomoeda.

Bitcoin
Bitcoin

É um fato que o Bitcoin atingiu máximas históricas, e é possível que continue a se valorizar ao longo deste ano. No entanto, depositar todas as fichas nessa criptomoeda pode não ser a decisão mais sensata neste momento.

Os ciclos de alta do Bitcoin, como o que estamos experimentando agora, frequentemente são acompanhados por correções, por vezes bastante abruptas.

Por exemplo, em 4 de março, o Bitcoin alcançou sua cotação máxima em dólares, mas caiu 6,6% no dia seguinte, com investidores realizando lucros.

De acordo com o especialista em ativos digitais, Valter Rebelo, tais correções são normais e até benéficas para o mercado de ativos digitais.

“O Bitcoin pode sim sofrer quedas nos próximos dias, mas isso não deve ser motivo de preocupação.

Essas flutuações fazem parte dos ciclos de mercado. A tendência, contudo, é de alta, e acredito que o BTC tem potencial para atingir os US$ 150 mil ainda neste ciclo, embora possam ocorrer quedas ao longo do caminho.”

Portanto, é prudente que o investidor adote uma abordagem mais moderada em relação às criptomoedas. Não é necessário nem recomendado apostar todas as suas economias neste mercado, pois é possível obter retornos satisfatórios com investimentos mais modestos.

Ao investir quantias menores, o investidor pode se proteger contra grandes oscilações e continuar a desfrutar de bons lucros durante os períodos de alta do mercado.

Essa lógica também se aplica às criptomoedas de menor porte, que tendem a seguir o mesmo padrão.

Valter destaca estudos que sugerem que uma criptomoeda com valor inferior a 1 dólar pode multiplicar seu valor por 100 em até 20 meses.

Portanto, segundo essas projeções, um investimento de apenas R$ 1.000 em tal criptomoeda até março pode se transformar em R$ 100.000 em menos de dois anos.

Assim como no caso do Bitcoin, não se espera que esse processo de valorização seja contínuo; afinal, estamos lidando com o mercado das criptomoedas, um dos mais voláteis do mundo.

Os 4 estágios do mercado de criptomoedas

De acordo com análises do departamento de criptoativos da Empiricus, os ciclos ascendentes das criptomoedas geralmente se desenvolvem em três fases distintas:

No primeiro estágio, os investidores iniciam sua incursão no mercado através da criptomoeda mais estabelecida, o Bitcoin, devido à sua predominância, reputação e segurança. Neste momento, observa-se um aumento significativo no preço do Bitcoin, chegando próximo de seus níveis históricos máximos.

Posteriormente, à medida que os investidores percebem uma possível saturação no potencial de valorização do Bitcoin, começam a explorar outras criptomoedas de menor porte.

Na segunda fase, as criptomoedas que compõem o grupo das cinquenta mais valiosas ganham destaque, uma vez que são projetos mais reconhecidos e detêm um tamanho de mercado considerável. Neste contexto, criptomoedas como Ethereum, Solana, Uniswap e BNB, por exemplo, apresentam valorizações expressivas, superando até mesmo o desempenho do Bitcoin e Ethereum, devido ao seu potencial de crescimento em relação ao seu tamanho de mercado.

A terceira e última fase do ciclo de alta é caracterizada pelo surgimento de oportunidades de ganhos substanciais com investimentos mínimos. Após o esgotamento do potencial de valorização das criptomoedas mais conhecidas, é a vez das criptomoedas de menor porte apresentarem um crescimento exponencial. Estas criptomoedas, com um valor de mercado extremamente baixo e custos acessíveis, têm o potencial de multiplicar o capital investido várias vezes em um curto período de tempo.

No ciclo de alta ocorrido entre 2015 (um ano antes do halving) e 2017 (um ano após o halving), por exemplo, o Bitcoin registrou uma valorização de 8.000%, demonstrando a magnitude das oportunidades de lucro durante esses períodos.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 64,259.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 3,490.69
  • tetherTether (USDT) $ 0.999595
  • bnbBNB (BNB) $ 585.80
  • solanaSolana (SOL) $ 134.28
  • staked-etherLido Staked Ether (STETH) $ 3,490.00
  • usd-coinUSDC (USDC) $ 0.999960
  • xrpXRP (XRP) $ 0.486267
  • dogecoinDogecoin (DOGE) $ 0.124299
  • the-open-networkToncoin (TON) $ 7.20
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.378855
  • shiba-inuShiba Inu (SHIB) $ 0.000018
  • tronTRON (TRX) $ 0.119730
  • avalanche-2Avalanche (AVAX) $ 25.81
  • wrapped-bitcoinWrapped Bitcoin (WBTC) $ 64,257.00
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 13.64
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.76
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 387.20
  • uniswapUniswap (UNI) $ 9.90
  • nearNEAR Protocol (NEAR) $ 5.20
  • wrapped-eethWrapped eETH (WEETH) $ 3,627.11
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 74.07
  • leo-tokenLEO Token (LEO) $ 5.74
  • matic-networkPolygon (MATIC) $ 0.565344
  • daiDai (DAI) $ 0.999344
  • pepePepe (PEPE) $ 0.000011
  • internet-computerInternet Computer (ICP) $ 8.27
  • fetch-aiFetch.ai (FET) $ 1.48
  • ethena-usdeEthena USDe (USDE) $ 1.00
  • kaspaKaspa (KAS) $ 0.148940
  • renzo-restaked-ethRenzo Restaked ETH (EZETH) $ 3,507.43
  • ethereum-classicEthereum Classic (ETC) $ 23.45
  • aptosAptos (APT) $ 6.86
  • moneroMonero (XMR) $ 162.63
  • render-tokenRender (RNDR) $ 7.40
  • hedera-hashgraphHedera (HBAR) $ 0.078024
  • stellarStellar (XLM) $ 0.091196
  • cosmosCosmos Hub (ATOM) $ 6.74
  • mantleMantle (MNT) $ 0.804271
  • arbitrumArbitrum (ARB) $ 0.802379
  • okbOKB (OKB) $ 41.77
  • crypto-com-chainCronos (CRO) $ 0.093191
  • filecoinFilecoin (FIL) $ 4.40
  • blockstackStacks (STX) $ 1.66
  • immutable-xImmutable (IMX) $ 1.54
  • makerMaker (MKR) $ 2,476.75
  • first-digital-usdFirst Digital USD (FDUSD) $ 1.00
  • suiSui (SUI) $ 0.900198
  • vechainVeChain (VET) $ 0.025985
  • the-graphThe Graph (GRT) $ 0.213505