O recém-lançado contrato futuro de Bitcoin pela B3, divulgado na última quarta-feira, 17, registrou um total de 7,4 mil transações em seu primeiro dia de operação, conforme anunciado pela própria instituição. Cerca de 11 mil ordens de compra ou venda foram recebidas de investidores.

Bitcoin

Marcos Skistymas, diretor de Produtos Listados da B3, ressaltou a oportunidade oportuna para negociar o Bitcoin no mercado futuro, destacando o iminente halving e a consequente influência no preço da criptomoeda. Ele enfatizou que agora o mercado dispõe de um instrumento adequado para gerenciar ou explorar essas expectativas de variação de preço.

Juca Andrade, vice-presidente de produtos e clientes da B3, também comentou sobre a demanda significativa pelo produto, destacando sua importância especialmente durante a semana do halving da criptomoeda, um evento crucial no mercado. Ele observou que os produtos relacionados às criptomoedas estão despertando interesse dos investidores, citando os ETFs e BDRs relacionados à temática já disponíveis na bolsa, e indicou a continuidade do desenvolvimento desses produtos em parceria com o mercado.

Como negociar futuros de bitcoin na B3?

A B3 anunciou que a negociação dos contratos futuros de Bitcoin estará disponível das 9h às 18h30 em dias úteis. Esses contratos têm como referência o índice Nasdaq Bitcoin Reference PriceTM Index (NQBTCTM). Cada contrato representa 0,1 bitcoin, equivalente a 10% do valor da criptomoeda em reais, e tem vencimento mensal.

Segundo a B3, a liquidação desses contratos é exclusivamente financeira, o que significa que não envolve a compra e venda direta de criptomoedas. Os resultados financeiros das negociações são baseados na variação de preço do bitcoin.

Ao negociar contratos futuros de bitcoin, o investidor concorda em comprar ou vender uma determinada quantidade do ativo digital em uma data futura por um preço pré-determinado. Na B3, a margem mínima para esses contratos é de R$ 100.

JPMorgan adverte que o preço do bitcoin está em território de “sobrecompra”, indicando possíveis quedas após o halving.

Analistas do JPMorgan expressam a opinião de que o bitcoin está em um estado de “sobrecompra” e podem ocorrer quedas devido às vendas por parte dos mineradores após o halving.

A proximidade do halving do bitcoin tem gerado grande expectativa entre investidores e especialistas do mercado, prevendo potenciais aumentos no preço da criptomoeda. Contudo, uma análise conduzida pelo JPMorgan sugere que o valor do bitcoin, a maior criptomoeda do mundo, poderá declinar logo após o evento.

O estudo realizado pelo banco identificou que o bitcoin ainda é considerado “sobrecomprado”, conforme indicado pela análise dos contratos futuros em aberto da criptomoeda.

Por que o bitcoin pode cair após o halving?

O JPMorgan sustenta que o preço atual do bitcoin, ultrapassando os US$ 61 mil, ainda está acima do nível ajustado pelo banco, que o equipara ao ouro, fixando-o em US$ 45 mil, juntamente com seu custo de produção projetado de US$ 42 mil após o halving.

Após o Goldman Sachs e o BTG Pactual destacarem as diferenças nos cenários macroeconômicos dos halvings anteriores, o JPMorgan também observa que o financiamento de capital de risco permanece moderado no setor de criptomoedas, apesar do otimismo recente.

Os analistas liderados por Nikolaos Panigirtzoglou do gigante bancário afirmam que o maior impacto do halving será sentido pelas empresas de mineração.

“Prevemos uma queda significativa no hashrate à medida que os mineradores de bitcoin menos lucrativos deixam a rede, resultando em uma consolidação entre os mineradores, com uma participação mais alta para os mineradores de bitcoin listados publicamente”, escreveram.

“E após o evento de redução pela metade, é provável que algumas empresas de mineração de bitcoin busquem diversificar para regiões de baixo custo de energia, como a América Latina ou a África, para aproveitar os valores residuais de suas plataformas de mineração ineficientes, que, de outra forma, ficariam inativas”, acrescentou o relatório.

Veja também: Halving do Bitcoin: o evento mais esperado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 69,100.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 3,922.08
  • tetherTether (USDT) $ 0.999993
  • bnbBNB (BNB) $ 605.49
  • solanaSolana (SOL) $ 164.77
  • staked-etherLido Staked Ether (STETH) $ 3,917.97
  • usd-coinUSDC (USDC) $ 0.999962
  • xrpXRP (XRP) $ 0.531671
  • dogecoinDogecoin (DOGE) $ 0.167385
  • the-open-networkToncoin (TON) $ 6.41
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.462693
  • avalanche-2Avalanche (AVAX) $ 37.18
  • shiba-inuShiba Inu (SHIB) $ 0.000025
  • wrapped-bitcoinWrapped Bitcoin (WBTC) $ 69,246.00
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 7.49
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 17.18
  • tronTRON (TRX) $ 0.113054
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 488.26
  • nearNEAR Protocol (NEAR) $ 7.90
  • uniswapUniswap (UNI) $ 11.21
  • pepePepe (PEPE) $ 0.000017
  • matic-networkPolygon (MATIC) $ 0.724827
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 84.49
  • fetch-aiFetch.ai (FET) $ 2.26
  • internet-computerInternet Computer (ICP) $ 12.16
  • leo-tokenLEO Token (LEO) $ 5.93
  • daiDai (DAI) $ 1.00
  • wrapped-eethWrapped eETH (WEETH) $ 4,070.30
  • ethereum-classicEthereum Classic (ETC) $ 32.43
  • aptosAptos (APT) $ 9.16
  • render-tokenRender (RNDR) $ 10.10
  • renzo-restaked-ethRenzo Restaked ETH (EZETH) $ 3,855.76
  • hedera-hashgraphHedera (HBAR) $ 0.107286
  • immutable-xImmutable (IMX) $ 2.38
  • mantleMantle (MNT) $ 1.04
  • kaspaKaspa (KAS) $ 0.139720
  • arbitrumArbitrum (ARB) $ 1.26
  • cosmosCosmos Hub (ATOM) $ 8.47
  • filecoinFilecoin (FIL) $ 5.95
  • crypto-com-chainCronos (CRO) $ 0.120461
  • stellarStellar (XLM) $ 0.108919
  • first-digital-usdFirst Digital USD (FDUSD) $ 0.999949
  • the-graphThe Graph (GRT) $ 0.321465
  • dogwifcoindogwifhat (WIF) $ 3.03
  • bittensorBittensor (TAO) $ 439.68
  • blockstackStacks (STX) $ 2.01
  • okbOKB (OKB) $ 48.44
  • optimismOptimism (OP) $ 2.59
  • ethena-usdeEthena USDe (USDE) $ 1.00
  • makerMaker (MKR) $ 2,845.08